Como empreender durante a crise econômica?

22/06/2016

Em meio às turbulências econômicas pelas quais o Brasil tem passado nos últimos tempos, há quem leve ao pé da letra a expressão “enquanto uns choram, outros vendem lenços” e tirem do papel a ideia de empreender. Alguns criam um modelo de negócios por considerar ser algo inovador, outros identificam um nicho de mercado que acreditam ser próspero, também há quem opte por abrir o próprio negócio por considerar uma saída para o fato de estar com dificuldades de se realocar no mercado de trabalho.

Se você está entre este terceiro grupo de pessoas, em busca de uma saída para a crise, procure investir em um negócio que tenha relação com algo prazeroso. Muitas das empresas que nascem almejando apenas o lucro costumam ter menos tempo de sobrevivência. Ao ter um propósito fica mais simples transmitir diferenciais e engajar pessoas. Alie o que você gosta de fazer às oportunidades de negócio que ainda estão em crescimento.

Ramo alimentício permanece sólido em meio à crise

Um setor que se mantém forte independentemente das questões financeiras atuais é o alimentício. Há duas alternativas muito viáveis para quem quer empreender:

  • Primeira opção: os brasileiros têm procurado cada vez mais por opções gourmet de alimentos, produzidas com matéria-prima de qualidade, de forma artesanal. Este nicho de mercado está em constante crescimento e representa uma opção vantajosa para quem já se identifica com o ramo da gastronomia.
  • Segunda opção: em uma pesquisa recente divulgada pela Associação Paulista de Supermercados, os varejos de vizinhança, também chamados de minimercados, representaram 48% do crescimento do setor supermercadista em 2015. A tendência é permanecer em ascensão ao longo dos próximos anos, tornando os supermercados de vizinhança uma ótima oportunidade de negócio.  

Definido o negócio é hora de identificar as áreas com as quais você precisará de ajuda, seja para mão de obra, recursos financeiros ou outra qualquer outra questão. Ter alguém com quem contar pode ajudar no planejamento em longo prazo e desempenhar melhor a tarefa na qual você possui expertise, sem ficar sobrecarregado. Em relação ao capital financeiro, o ideal é não precisar recorrer a empréstimos, especialmente dos bancos, devido aos juros altíssimos. Caso não haja saída e se for possível, é mais vantajoso firmar um acordo de prazos e valores com familiares ou amigos.

Antes de iniciar o negócio é importante definir métricas, elas são fundamentais para identificar o que pode ser melhorado, para isso é preciso estabelecer indicadores relevantes para o seu negócio e acompanhá-los frequentemente. Assim haverá tempo hábil para modificar qualquer questão que futuramente possa trazer prejuízos.

Para quem está produzindo alimentos artesanais, inclusive os microempreendedores, o marketing tem sido uma poderosa ferramenta para consolidar a marca e, consequentemente, conquistar melhores oportunidades comerciais. A divulgação dos produtos precisa ser um investimento primário, podendo ser trabalhada antes mesmo da abertura do negócio.

A Barion oferece diversos itens que podem ajudar em ambas as alternativas empreendedoras. São produtos de qualidade comprovada, especiais para a confecção de doces e tortas, além de oferecer um catálogo amplo de produtos que podem ser revendidos também, tanto no atacado quanto no varejo. Ficou interessado? Acesse o site da Barion para conferir a linha completa de produtos http://www.saborbarion.com.br.


Pesquisar


Posts recentes


Curta nossa página


  • Tags

  • Tags


  • RSS