5 curiosidades do cacau no Brasil

25/05/2016

O chocolate muito provavelmente é unânime entre as preferências mundiais, mas pouco se ouve falar sobre a história e as curiosidades da matéria-prima mais importante presente nos verdadeiros chocolates, o cacau, que é o fruto da árvore chamada de cacaueiro. Nos primórdios, segundo os historiadores, o cacaueiro era considerado sagrado pelo povo asteca, no México, e solenes cerimônias religiosas marcavam o cultivo da plantação.

No Brasil, o cacau foi cultivado inicialmente na Amazônia, depois as sementes foram também levadas ao Pará e, posteriormente, para que fossem cultivadas na Bahia. Os locais escolhidos para a plantação das amêndoas foram as cidades de Ilhéus e Itabuna, localizadas no sul da Bahia. Essa iniciativa foi importantíssima para o desenvolvimento econômico da região.

Ainda na metade do século 19, o Brasil se consagrou como o maior exportador de cacau do mundo. Em decorrência da produção de cacau que ia de “vento em popa”, no fim do século 19 começaram a surgir as primeiras indústrias de chocolate no Brasil, formadas por famílias imigrantes da Letônia, Alemanha e Suíça.

Ao longo de quase três séculos de história, diversas curiosidades rondaram o universo do cacau no Brasil, separamos cinco delas:

1) O cultivo bem sucedido do cacau na Bahia serviu de inspiração para o escritor Jorge Amado. Em 1933 ele lançou seu segundo romance, chamado “Cacau”, obra que conta a história dos trabalhadores de fazendas de cacau em um período de luta de classes e ampliação das ideias socialistas.

2) A indústria do chocolate movimenta anualmente 60 bilhões de dólares por ano, porém, os produtores de cacau recebem em média 3,3% da renda gerada.

3) Um fungo popularmente chamado de vassoura-de-bruxa devastou as plantações de cacau na década de 90 no país, fazendo com que a produção brasileira diminuísse para menos da metade.

4) Atualmente o Brasil é o 5º maior produtor de cacau do mundo, cerca de 95% do cacau produzido no Brasil é obra das plantações localizadas na Bahia, 3,5% no Espírito Santo e 1,5% na Amazônia.

5) Um alimento para ser classificado como chocolate precisa apresentar pelo menos 25% (g/100g) de sólidos totais de cacau na composição. Esse percentual costuma estar presente em apenas 1/3 dos chocolates comuns comercializados no Brasil.

O cacau leva consigo um mundo de informações e curiosidades históricas, ao ter conhecimento sobre elas fica ainda mais gostoso apreciar os alimentos que têm o fruto em sua composição.

Mas, gostoso mesmo, é o sabor dos produtos da Barion. Clique aqui e saiba mais!


Pesquisar


Posts recentes


Curta nossa página


  • Tags

  • Tags


  • RSS